CURSO BCN 2018

BARCELONA

A SUSTENTABILIDADE NA ARQUITETURA E NO URBANISMO

Este curso é apresentado como uma evolução, após oito edições de Barcelona: de GAUDÍ para as Olimpíadas, que teve como objeto de estudo a Arquitetura Catalã, e o futuro da ecología aplicada especificamente em duas partes: a Cidade de Barcelona e a Sustentabilidade na Arquitetura e Urbanismo.

A cidade de Barcelona

Barcelona, como uma cidade do futuro, mostra-se como a cidade de “complexidade positiva” como relatou o ex-prefeito Pascual Maragall, na exposição sobre arquitetura espanhola realizada anos atrás, no MoMA, em Nova York:

“Barcelona passou do estado industrial para um compromisso decisivo e firme para a nova economia, pós-industrial focada em talento e criatividade, onde as ciclovias coexistem com fibra de carbono”

“a cidade passou de uma cidade cinzenta, cheia de chaminés, onde saímos do âmbito da especialização e caminhamos em direção à diversidade. Desenvolvemos o turismo urbano, também promovendo setores tradicionais, alimentos, publicações, etc… Nosso objetivo é nos proteger dos movimentos erráticos da economia mundial. “

Esta parte visa, fornecer conhecimentos gerais da formação da cidade, sua evolução histórica, arquitetura, Urbanismo e assim, conhecer melhor a cidade que nos acolhe durante o curso.

Serão estudados casos específicos que relacionam reabilitações com projetos novos: As novas tendências arquitetônicas que ocorrem hoje em nossa cidade pelas mãos de arquitetos reconhecidos internacionalmente e tudo isso sem esquecer o futuro da Arquitetura e do Urbanismo. O crescimento e a transformação de uma cidade, em uma região metropolitana, com suas consequências diretas: econômicas, culturais, turísticas, e sua relação direta com o ambiente, interconectando novas tecnologias com energias naturais buscando eficiência energética e respeito ambiental alcançando um futuro sustentável.

Sustentabilidade na Arquitetura e no Urbanismo

Como habitantes da terra, assumimos ser responsáveis pelo patrimônio que temos e que, como melhor herança, devemos deixar aos nossos descendentes. Agressão ambiental, revela danos que podem se tornar irreversíveis. Por isso temos que aproveitar os avanços na tecnologicos como o objetivo de manter e ao mesmo tempo melhorar o nosso habitat e, consequentemente, o nosso estilo de vida. Para profissionais em arquitetura, Urbanismo, engenharia, economia… etc. Existem caminhos abertos e expectativas de um futuro que já pode ser considerado como presente.

Este curso visa analisar os caminhos abertos: aplicação do controle ambiental por meios naturais na arquitetura e Urbanismo, das energias Alternativas e energias renováveis que, no passado distante, vimos com um futuro muito longe e agora podemos quase entendê- los como atuais.

Os diferentes temas que são tratados a partir de uma visão generalista, mas ao mesmo tempo que atingem em diferentes especialidades, que permite ser de interesse para os alunos dos últimos anos cursos ou graduados de Arquitetura, Urbanismo, Engenharia, Ciências do meio ambiente, Economia, Geografia, Sociologia, História e estudos relacionados.

Concluiremos o curso com um “workshop” final, trabalhando propostas em equipes interdisciplinares, resumindo dos temas discutidos e coletados a partir da perspectiva diversificada de todos os participantes.

Juan Mercadé Brulles
Professor da Escola Técnica de Arquitetura de Barcelona.
Universidade Politécnica da Catalunha.

André Luís Queiroz Blanco Arquiteto urbanista
Professor Universitário
Diretor Presidente do Instituto de Cooperação e Desenvolvimento Ambiente total

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

A FORMAÇÃO ACADÊMICA DOS ESTUDOS DA ARQUITECTURA E DO URBANISMO

  • A formação na Espanha.
  • O oficio do arquiteto e dos profissionais envolvidos na formação e evolução da cidade
  • Atribuição profissional e função social.

BARCELONA, A CIDADE. EVOLUÇÃO HISTÓRICA I

  • Barcino adquiriu importância a partir do século segundo, quando se pensava que poderia ter dez mil habitantes.
  • As origens do atual Barcelona estão situadas no momento em que a cidade velha demoliu seus muros em 1856 e enfrenta a expansão para o exterior do seu território já construído.

BARCELONA, A CIDADE. EVOLUÇÃO HISTÓRICA II

  • A realização do Ensanche, as Ramblas, a Exposição Universal de 1888.
  • A Exposição Universal de 1929, o “Noucentisme”. Evolução urbana, reformas e melhorias de infra-estrutura.
  • Aparência de vanguarda e ruptura com os arredores: “Pavilhão da Alemanha” de Mies van der Rohe, exemplo da arquitetura do nosso século.
  • A zona universitária de 1950. O plano distrital de 1953. Reconciliação com o Plano Cerdá. Os polígonos
  • Em 1992, Barcelona, desenvolveu a mais importante ação arquitetónica e urbanistaca da Europa.

OS ESPAÇOS PÚBLICOS, O VERDE EM BARCELONA, A GEOGRAFIA URBANA E A PAISAGEM CULTURAL

  • A cidade murada e o verde interior presente. Alguns projetos. Os primeiros grandes parques, marco das Exposições Universais. A colonização das montanhas circundantes Tibidabo e Parque Güell. O espaço verde e urbano no Ensanche e os praças duras um marco urbano europeu como uma alternativa ao verde.

ANTONI GAUDÍ. ARQUITETO

  • Amor pelos efeitos sensacionais, capacidade de compreensão imediata, quase física, das qualidades dos materiais, especialmente os mais difíceis e menos trabalhados, sem antecedentes na tradição mais recente. Ecologia e sustentabilidade inconsciente.

REABILITAÇÃO ARQUITETÔNICA

  • Intervenção em arquiteturas existentes, combinando a visão histórica com as necessidades atuais.
  • Aplicando nova tecnologia com o máximo respeito pela tipologia de construção original.

PATRIMÓNIO HISTÓRICO ARTÍSTICO

  • Departamento de patrimônio histórico
  • Prefeitura Municipal de Barcelona
  • Conservação, Reabilitação, Manutenção e Catalogação

ECOLOGIA. SUSTENTABILIDADE E AMBIENTE

  • Conceitos e aplicações;
  • Limites de qualidade ambiental e sustentabilidade;
  • O metabolismo urbano;
  • Novas propostas de gestão ambiental urbana.

ARQUITECTURA E ENERGIAS NATURAIS I e II

  • Em cada local há diferentes manifestações energéticas, basicamente climáticas, mas também podem ser de outros tipos. A forma ou posição de um projeto no meio ambiente, os materiais ou a forma de construção, são aspectos diferentes que podem ser determinados por essas energias.

AGENDA 21 DE BARCELONA

  • Barcelona apresenta o compromisso de cidadania com a sustentabilidade 2012-2022, aberto ao envolvimento e contribuição de todas as organizações de sociedade civil e comprometidos com o futuro da cidade. Que todos se sentam parte desse processo!

AS INTERVENÇÕES NAS INFRA-ESTRUTURAS

  • O crescimento das cidades, implica um crescimento de infra-estruturas, prestação de serviços e equipamentos que, em muitos casos, não são vistos, mas são apreciados.

ARQUITECTURA E ACÚSTICA I e II

  • Ferramentas e poética acústica do Mediterrâneo contra o impacto do ruído no território, na cidade, no edifício e no espaço interior.
  • Projetos de impacto ambiental e adaptação no território.

HABITAÇÕES SOCIAIS

  • Arquitetura e urbanismo e sua relação com o meio ambiente e habitação de interesse social. Adaptação, ruptura, metamorfose, sustentabilidade.
  • Os exemplos de La Borda e Superilhas.

ARQUITECTURA BIOCLIMÁTICA

  • Ele procura atender às necessidades de iluminação e ar condicionado dos edifícios, usando energia solar no inverno e resfriamento natural no verão, buscando eficiência de energia, economia e respeito pelo meio ambiente.

CIDADES INTELIGENTES EM BARCELONA

  • Apresentação da aplicação em bairros na cidade;

Mais Informações e inscrição

ou

ENTRE EM CONTATO CONOSCO

contato@ambientetotal.org.br

E-mail

19 3375.7772

Telefone

19 9.9822.0307

Whatsapp